Pico Paraná com acampamento, 04 e 05/05.

0
2149

VAGAS: 3

A TRILHA

Saída: 04/05/2024
Chegada: 05/05/2024

Dificuldade:
Nível 7 - Intermediário

Investimento:
R$ 450,00

Sobre a Trilha

Consulte-nos para grupo privado nas datas da sua escolha.

Informações básicas:
Quando: De 04 a 05/05/2024.
Local do encontro: Até às 06:00 do sábado 04/05 no Jardim Botânico de Curitiba PR.
Final da travessia: Até às 16:00 do domingo 05/05 em Curitiba.
Distância total: 15,411 km a pé, distância aferida por GPSmap 66i Garmin.
Nível do trekking: Intermediário 7. Indicado para participantes em ótima forma física e com equipamentos/vestuários adequados.

Cronograma:
1º dia
06:00 – Saída de Curitiba com destino à Campina Grande do Sul PR.
07:30 – Chegada na Fazenda Rio das Pedras.
08:00 – Início da atividade
10:00 – Parada para lanche e descanso.
14:00 – Chegada no local do Acampamento. Preparação do acampamento.
15:30 – Caminhada até o cume para apreciar o por do sol.
18:00 – Retorno ao acampamento.
2º Dia
06:20 – Chegada ao cume com contemplação do nascer do sol e retorno ao acampamento.
08:30 – Organização do acampamento.
09:30 – Início da descida
15:00 – Fim da atividade
16:30 – Chegada em Curitiba PR.
* Horários e roteiro poderão serem alterados conforme as condições do tempo, perfil do grupo e fatores externos.

Reserva da vaga (obrigatória): Restam 3 vagas.
Acima nesta página no botão RESERVE JÁ.

Valores por participante:

R$ 450,00 via PIX CNPJ: 14.420.713/0001-19
R$ 470,00 no cartão de crédito.

Está incluso:
• Condução da atividade
• Kit de primeiros socorros
• Transfer in/out a partir de Curitiba.
• Seguro individual para o participante.
• Fotos digitais da atividade feitas com câmera profissional.
• Rastreamento seguro via Garmin inReach. Seus familiares saberão onde você está.

Não está incluso:
• Equipamentos e vestuário de uso pessoal.
• Alimentação. Cada um será responsável por preparar a sua.

Dúvidas e informações:
@clubetrekking no Instagram.
Facebook do Clube Trekking.
E-mail: trilhas@clubetrekking.com.br
Telefone: 55 98407 1646 (WhatsApp)

Pontos visitados

Pico Paraná: Uma trekking pelo ponto mais alto do Sul do Brasil.
O Pico Paraná, uma imponente montanha no sul do Brasil, ergue-se majestosamente a 1877 metros acima do nível do mar, situada nas elevações da Serra do Ibitiraquire. Nessa serra, encontramos outras preciosidades naturais, como o Caratuva, com seus 1860 metros, e o Itapiroca, com 1805 metros. Juntos, esses picos formam uma trilha deslumbrante que leva os aventureiros a explorar vales pitorescos, campos de altitude exuberantes e uma vegetação exótica repleta de caratuvas. Além disso, as vistas panorâmicas das montanhas da região são verdadeiramente espetaculares.

Desafios da Trilha no Pico Paraná
No entanto, antes de se aventurar nessa jornada emocionante, é crucial estar ciente dos desafios que esperam pelos intrépidos. A trilha do Pico Paraná reserva obstáculos significativos, que incluem paredões com grampos, trechos densamente arborizados, emocionantes escalaminhadas e um tempo médio de caminhada até o segundo ponto de camping, conhecido como A2, que gira em torno de aproximadamente 6 horas.
Apesar disso, cada desafio enfrentado é recompensado com experiências únicas. Ao final do dia, quando o sol começa a se pôr no horizonte, os aventureiros têm a oportunidade de alcançar o cume do Pico Paraná e testemunhar um pôr do sol memorável, uma experiência que demanda cerca de 1 hora, mas que vale a pena cada segundo.

O Nascer do Sol e o Retorno Triunfante.

Com o nascer do sol no dia seguinte, a trilha continua, oferecendo a chance de apreciar a aurora de um ponto de vista privilegiado nas alturas. Em seguida, inicia-se a descida, uma caminhada de aproximadamente 5 horas, que levará os aventureiros de volta ao ponto de partida da trilha, encerrando assim esse incrível desafio.

O que levar

  1. Barraca três estações pesando no máximo 2,5 kg.
  2. Mochila semi cargueira ou cargueira com barrigueira adequada ao transporte de peso.
  3. Saco de dormir com temperatura de conforto de +5 ºC.
  4. Isolante térmico adequado a temperatura noturna.
  5. Anoraque impermeável e respirável com capuz.
  6. Vestuário adequado a prática esportiva e ao clima no período.
  7. Se desejar refeições quentes leve fogareiro, cartucho à gás, panela e utensílios.
Enviaremos pelo WhatsApp um checklist para os participantes que confirmarem o pagamento.

Informações técnicas

Características do terreno: Trilha com trechos expostos, elevando-se entre 5 e 7 metros, equipada com grampos e cordas. O percurso é acidentado, com presença de galhos e pedras escorregadias.

Altimetria: aclive acumulado de 1692 metros e declive acumulado de 1692 metros, portanto, trekking com muita subida acumulada e descida acumulada, recomendo o uso de um bastão de caminhada.

Ponto de menor elevação: 969 metros de altitude. Ponto de maior elevação: 1877 metros de altitude. Altitude média: 1463 metros.
Inclinação máxima de aclive 50,3%. Inclinação máxima de declive -50,0%.

Média de inclinação aclive/declive: 21,0% e -21,0% respectivamente.

Outras informações

Condutor deste trekking:
Tiago Korb

Guia há 17 anos.
Montanhista desde 2001.
Conduziu até hoje 1466 eventos.
Guiou 45 cumes andinos acima dos 6000 metros.
Mais de 250 travessias realizadas no Brasil, Chile e Argentina.
Por exemplo a Alfa Crucis Express, 10 Transmantiqueiras, Transcânions e das 160 cachoeiras.
Proprietário do Clube Trekking Santa Maria e da Loja Bota na Trilha.


Regulamento do evento:
1. O trekking será realizado com grupo mínimo de 2 clientes e no máximo 4 clientes.
2. Conforme condições climáticas, rendimento do grupo e outros motivos de força maior, o percurso do trekking poderá ser alterado. Seja para a segurança de todos ou para manter o horário do retorno.
3. Política de cancelamento ou desitência: https://clubetrekking.com.br/dicas-e-tecnicas/cancelamento-desistencia/
4. As atividades do Clube Trekking são do tipo trekking, ou seja, são caminhadas pesadas em ambientes naturais (não é passeio). Não é uma atividade física recomendada para pessoas com obesidade, problemas cardíacos, lesões de qualquer tipo como nos joelhos/articulações, diabetes, osteoporose e outras doenças graves. Por se tratar de um esporte de aventura o participante está exposto à riscos, tais como: quedas ocasionadas em locais escorregadios ou aclives/declives acentuados, picadas de insetos ou animais peçonhentos, mordida de cachorro, arranhões, alergias devido a flora e fauna, afogamento, hipotermia ou hipertermia dependendo das condições climáticas, etc. Portanto, é necessário atenção e seguir à risca as informações que o condutor repassar sobre a segurança no local. Verifique sempre se seu condicionamento físico é compatível com o nível do evento.
5. É proibido durante a atividade o uso de cigarro, álcool, substâncias ilícitas e som de celular/caixas de som.