Resgate no Ojos del Salado – Chile.

0
497
SHARE

27/11/2023

Sonhei que resgatava alguém na montanha. Não dei bola, pois na altitude é normal sonhos estranhos.

Pós café da manhã pelas 10h, eu e o Willian Bordin fomos para acampamento Tejos 5837 m com a finalidade de aclimatação e reconhecimento da rota 4×4. Lá encontramos com a empresa Latitude Sur Expedition promovendo a Sky Race Ojos del Salado.

Subimos ao final da estrada a 5900 m. Desci e peguei neve para a nossa caixa térmica. Ao voltar ao carro, vi ao longe 2 pessoas descendo.

Desci até o Tejos e não encontrei ninguém da competição. Será que eram 2 competidores atrasados?

Resolvi ir embora e dei uma última olhada na estrada. Uma figura apareceu e acenou com os braços num claro pedido de socorro.

Um casal de chilenos que não fazia parte da competição. Haviam feito cume no Ojos del Salado. O homem disse ser médico intensivista de UTI em Santiago e estava com sintomas de Mal Agudo de Montanha (MAM). Com problema de visão e cuspindo sangue. Rapidamente ajudamos, ele inalou oxigênio e baixamos para o acampamento Atacama a 5200 m.

Guardamos tudo no carro deles e recomeçamos o trajeto para perder altitude. Porém, o carro deles perdeu força e acendeu a luz do DPF. Voltamos com o nosso carro até eles e tentamos de tudo para “dar um jeito”. Que obviamente não deu certo.

Ele queria pernoitar a 5100 m do lado do carro estragado, mesmo com sintomas graves de MAM. Falava em mandar a esposa conosco para Copiapó a 280 km atrás de ajuda mecânica. Foi um parto convencê-lo que pela sua saúde deveria ir conosco.

Enfim, consegui convencê-lo a pelo menos ir conosco até a Aduana de Maricunga 3700 m a 120 km distante. Local com alguma infraestrutura, polícia e um posto médico de mineradora a cerca de 1 km.

Com a descida ele se recuperou. Na chegada, ambos nos agradeceram efusivamente pela ajuda. E já trataram de utilizar a telefonia móvel local para conseguir um guincho plataforma para buscar o carro estragado. Certamente um trabalho para os próximos dias.

Meu sentimento é de extrema alegria por talvez ter salvo uma vida e conquistado 2 grandes amigos. A foto no final demonstra nosso alívio por estarmos todos em segurança.

Relato traduzido do Francisco:
Olá !!! Somos os resgatados @carola.trigo e @francp5. A história é tal como o Tiago conta, chegamos ao cume em Ojos del Salado no dia 27 de novembro de 2023, já no cume me senti horrível, ao descer consegui identificar sintomas claros do mal de altitude (escotomas, hemoptise, dor de cabeça, entre outros, sem falar na saturação de pulso de 60%).

Vimos camionetas e seres humanos no abrigo mas aos poucos foram descendo e o último ser humano a quem acenei os braços e nos esperou foi o Tiago, que não hesitou em ajudar-nos de uma forma tão fraterna, até paternal, que nos levou do abrigo Tejos para o refúgio Atacama, algo que nem todos fazem, pois com um pouco de peso os motores trabalham mais e por sua vez ficam danificados dada a natureza hostil da estrada. Já no Atacama me senti muito melhor instantaneamente, ele ficou lá e esperou que eu me sentisse melhor, chegando a colocar nossas coisas na caminhonete e depois até tirar as minhas botas.

Ele nos guiou na descida pois os bancos de areia podem ser perigosos e no meio do banco de areia meu carro para como uma mula e aparece o erro DPF que em bom espanhol significa “seu carro perdeu potência e não anda”, caramba Tiago volta a ajudar-nos mas desta vez quem já esteve lá sabe que isto é grave a mortal.

Não conseguia pensar racionalmente, ainda tinha sintomas do mal da altitude e estando ali, os comportamentos que você apresenta são pelo menos de criança. O Tiago checou a camioneta e com a paciência de um santo me convenceu a sair que a camioneta estaria lá e que acima de tudo saúde, parece lógico mas se você está na minha posição acredite então não é.

Ele guardou o equipamento para nós e de forma totalmente altruísta nos ofereceu para irmos até Copiapó, mas decidimos ficar na alfândega, pois teríamos sinal.

Ele nos levou para a alfândega chilena, o que significou sacrificar seu tempo, sua gasolina, que é realmente ouro negro nessas condições, e sempre preocupado com o que nos sentíamos. Você acha que ele alguma vez mencionou o dinheiro da gasolina, a viagem, a ajuda… Nunca !!!

Chegamos na alfândega, ele fez questão de que nos recebessem, ficou esperando e pela máxima gratidão nos deixou água e comida… vocês sabem o que é isso… não sou um montanhista experiente, mas não sou um novato ou… que nas montanhas está te dizendo “você tem que viver e eu te dou o que é meu com o que preciso para viver” amigos, nem todo mundo faz isso, as coisas simples são valorizadas e têm outro significado nas montanhas .

Depois de nos certificarmos de que estávamos bem, nos despedimos com aquela linda foto.

Pronta estaria a história de como dois chilenos foram salvos… mas não é só isso. Tiago, provavelmente levando a Internet ao inferno com o mundo, nos envia a seguinte mensagem… “Francisco. Como estão? Eu sou Tiago Korb do resgate de Ojos del Salado”… para mim isso não é apenas um bom samaritano, isso faz dele um amigo, é por isso que em minha casa sempre haverá uma cama para você, comida, vinho (estamos chilenos) e minha amizade… Quero também agradecer ao seu colega @_willianbordin pelo apoio e compreensão da situação.

Que nunca percamos o contato e mesmo que não nos falemos por anos, seremos eternamente gratos por você ter salvado nossas vidas e nos ajudado de uma forma que não era necessária.

Texto original:

Comments

comments


Deixe seu comentário:

NO COMMENTS

Deixe uma resposta