Aconcágua 360º, 2019/2020.

0
3339

VAGAS: 2

A TRILHA

Saída: 01/12/2019
Chegada: 15/02/2020

Dificuldade:
Nível 10 - Avançado

Investimento:
R$ 14.000,00

Sobre a Trilha

A expedição passa por uma rota, que é uma bela combinação entre a travessia dos Polacos, a trilha do Ameghino, a rota do Vale dos Guanacos e a rota Normal.

Essa rota nos permite observar uma paisagem única: a magnifica geleira dos Polacos e a imensidão dos Andes. E mais importante, isso nos permite realizar uma aclimatação melhor, portanto, mais chances de chegar ao cume
A descida ao longo da Rota Normal nos levará à Plaza de Mulas, o segundo maior acampamento base do mundo. No dia seguinte, continuaremos descendo em direção à Laguna de los Horcones, de onde podemos observar as diferentes faces do Cerro Aconcágua.

Informações básicas:
Quando: poderá ser realizado entre 01/12/2019 a 15/02/2020. Necessita ter 2 clientes.
Vagas: apenas 2 (cada cliente terá acompanhamento de um guia durante todo evento).
Distância total: 89,110 Km a pé, distância aferida por GPSmap 64s Garmin.
Nível do trekking: Avançado 10. Indicado para participantes com um bom condicionamento físico, com experiência em alta montanha acima dos 6000 metros ou duas experiência em trekking em altitude de quatro ou mais dias.

Roteiro:
DIA 1, após o encontro em Porto Alegre RS há deslocamento terrestre de 290 Km até Santa Maria RS.
Pernoite no apartamento dos guias em Santa Maria RS.

DIA 2, deslocamento terrestre de 1270 Km a partir de Santa Maria RS a Rio Cuarto – Argentina.
Pernoite em hospedagem do tipo Airbnb (incluso).

DIA 3, deslocamento terrestre de 475 Km a partir de Rio Cuarto até Mendoza – Argentina.
Câmbio de reais para pesos argentinos. Restante do dia livre.
Pernoite em hospedagem do tipo Airbnb (incluso).

DIA 4, Mendoza (750 m).
Pela manhã obtenção do permiso e aluguel de mula para a expedição. A tarde aluguel de equipamentos/vestuários faltantes e compra dos alimentos para a expedição.
Pernoite em hospedagem do tipo Airbnb (incluso).

DIA 5, de Mendoza ao acampamento Pampa de Leñas (2860 m).
Iremos nos deslocar para a portaria de Punta de Vacas, entrada para o Parque Provincial Aconcágua. Nossos permisos serão averiguados no escritório do guarda parque e efetuaremos o despacho do peso extra na mula. Em seguida iniciaremos a caminhada de 4 a 5 horas (13,357 Km a pé), até o acampamento de Pampa de Leñas.
Transporte incluso: Mendoza x Punta de Vacas.

DIA 6, de Pampa de Leñas para o acampamento Casa de Piedra (3240 m).
Continuaremos subindo gradualmente em direção ao próximo acampamento através da Quebrada de Vacas, chamado de Casa de Piedra. Isso levará entre 6 a 7 horas (15,268 Km a pé). A partir de Casa de Piedra será possível obter a primeira e incrível vista da face leste do Aconcágua.

DIA 7, de Casa de Piedra para o acampamento Plaza Argentina (4220 m).
Vamos iniciar o trekking de 5 a 6 horas (12,496 Km a pé), subindo a Cuesta del Relicho que nos levará até a Plaza Argentina inferior. Ali poderemos observar os últimos vestígios da flora andina de altitude, antes de seguir o caminho para a geleira onde se encontra a Plaza Argentina.

DIA 8, dia de descanso em Plaza Argentina (4220 m).
Neste dia descansaremos para aclimatar à altitude. Esta é uma boa oportunidade para conhecer o acampamento base, tomar um banho, usar internet e explorar a área. Juntamente com o guia, faremos o check-up médico, reorganizaremos os equipamentos e prepararemos as mochilas para o primeiro porteio no próximo dia.

DIA 9, porteio de Plaza Argentina para o Campo 1 (5000 m).
Transportaremos parte do equipamento e comida para o próximo acampamento a fim do corpo se adaptar gradualmente a altitude (9,040 Km a pé). Durante o porteio para o Campo 1, atingiremos a altura de 5000 metros. Depois voltaremos para a Plaza Argentina.

DIA 10, de Plaza Argentina para o Campo 1 (5000 m).
Vamos começar a subida ao Campo 1, caminhando na primeira parte pela Rota dos Polacos. Após 5 a 6 horas de caminhada (4,520 Km a pé), chegaremos ao Campo 1. Lá vamos encontrar os nossos objetos porteados que deixamos no dia anterior. Iremos montar o acampamento e depois dividiremos as cargas que serão movidas para o Campo 2 no dia seguinte.

DIA 11, porteio do Campo 1 ao Campo 2 (5475 m).
Continuaremos a nossa aclimatação gradual à altitude com o porteio para o Campo 2. Este será um dia duro com cerca de 6 horas totais (6,660 Km apé). Voltaremos ao Campo 1 para o pernoite.

DIA 12, do Campo 1 para o Campo 2 (5475 m).
Começaremos a subida do Campo 1 ao Campo 2 usando a rota do Cerro del Ameghino (3,330 Km a pé). No acampamento 3 de Guanacos encontraremos os nossos objetos porteados. Vamos montar o acampamento.

DIA 13, dia de descanso no Campo 2 (5475 m).
Neste dia dedicaremos a melhorar a aclimatação a altitude. Iremos aproveitar para descansar e dar ao nosso corpo mais oportunidades de aclimatar.

DIA 14, do Campo 2 ao Campo 3 (5970 m).
No início da manhã iremos desmontar as barracas e começaremos nossa subida de cerca de 4 horas (2,33 Km a pé). Iremos caminhar pela última parte da rota do Vale de Guanacos superior. O Campo 3 (Colera), está localizado na mesma altitude do acampamento Berlim (Rota Normal). Ficaremos estrategicamente acampados em um local mais protegido para suportar ventos fortes.

DIA 15, dia de ataque ao cume (6962 metros).
Este será o dia mais exigente da nossa expedição (7,637 Km a pé). Subimos a trilha norte até o Refúgio de Independência a cerca de 6400 metros. Em seguida, subiremos pelo trecho da Travessia, continuamos pela Canaleta e pelo duríssimo Filo del Guanaco, que nos levará ao cume.
O prêmio está nos esperando, uma vista 360º e a experiência de superação, que só pode ser entendida quando a alcançamos! No final desta experiência, descemos para o Campo 3.

DIAS 16, 17, 18 e 19, dias extras para ataque ao cume.
Em nosso roteiro teremos quatro dias extras para tentar o cume. Estes dias são para garantir o maior número de oportunidades por conta de mau tempo.

DIA 20, do Campo 3 a Plaza de Mulas (4370 m).
Descida do Campo 3 para o acampamento base de Plaza de Mulas (6,603 Km a pé).

DIA 21, de Plaza de Mulas para Mendoza (750 m).
Após o café da manhã iniciaremos a descida de Plaza de Mulas até a portaria de Horcones (25,369 Km a pé). Transporte de até 20 Kg realizado por mula e pegaremos nossos pertences depois em Puente Inca. Incluso transporte de Horcones até a hospedagem em Mendoza.
Jantar de confraternização (não incluso).
Pernoite em hospedagem Airbnb (incluso).

DIA 22, Mendoza x – Argentina (750 m).
Cedo pela manhã efetuaremos a devolução dos equipamentos/vestuários alugados.
Após efetuaremos o deslocamento terrestre de 910 Km de Mendoza até Santa Fé – Argentina.
Pernoite em hospedagem Airbnb (incluso).

DIA 23, deslocamento terrestre de 1130 Km de Santa Fé até Porto Alegre RS.

Valores:
R$ 14.000,00 à vista ou R$ 15.560,00 em 6x sem juros no cartão de crédito.

Esta incluso:
• Guia de montanha na proporção um para cada cliente (mais chance de cume e segurança em caso de problemas médicos ou individuais);
• Transporte de carga em mula para os acampamentos Pampa de Leñas, Casa de Piedras, Plaza Argentina. E na descida de Plaza de Mulas a Horcones. Máximo de 30 Kg por pessoa em cada trecho.
• Transporte terrestre desde o Brasil em veículo Hilux SRV 4×4 (ida e retorno);
• Até 20% de desconto no aluguel de equipamentos na loja parceira em Mendoza. Consultoria para este aluguel de equipamentos ou compra de última hora;
• Fotos digitais do evento feitas com câmera profissional;
• Segurança de um rastreador via satélite SPOT GEN 3, seus familiares irão receber mensagens todos os dias com a localização da expedição. Guias com rádios VHF;
• Até 15% de desconto para compras de produtos na loja parceira Bota na Trilha (www.botanatrilha.com.br). Até 15% de desconto nos eventos de travessias/cursos para fim de treino: Clube Trekking (www.clubetrekking.com.br/travessias/).

Não esta incluso:
• Seguro de viagem;
• Equipamentos e vestuários de uso pessoal;
• Permissão de escalada do Aconcágua (permiso);
• Barraca 4 estações e demais equipamentos/vestuários técnicos;
• Alimentação durante todo período do evento ou em caso de abandono;
• Seguro de resgate (obrigatório). Recomendamos o seguro da Global Rescue;
• Carregadores (porteadores), para transporte de carga entre os acampamentos altos;
• Reembolso para objetos perdidos, esquecidos ou extraviados durante a realização do roteiro;
• Em caso de desistência da expedição, por vontade própria, problemas de saúde ou qualquer outro motivo, o cliente será o responsável pelos custos extras decorrentes da desistência;
• Devolução do valor pago em caso de abandono do evento. Seja por desistência, problemas de saúde ou qualquer outro motivo que o impeça de continuar a participar da expedição. Não haverá devolução de serviços não utilizados, incluindo diárias de hospedagem, transportes, honorários de guias e quaisquer outros serviços que façam parte do programa.

Dúvidas e informações:
Facebook do Clube Trekking.
E-mail: trilhas@clubetrekking.com.br
Telefones: 55 3317 3400 – 55 98407 1646 (oi e whatsapp) – 55 99692 6796 (vivo).

Pontos visitados

O CERRO ACONCÁGUA COM 6962 METROS É A MAIOR MONTANHA DOS ANDES.

O Aconcágua exerce um fascínio enorme em todos os admiradores de montanhas, pois além de ser um dos 7 cumes, é a maior das Américas!

O que levar

VESTUÁRIO
Tórax:
1 Camiseta sintética de manga longa;
1 Jaqueta de pluma de expedição com capuz;
1 Jaqueta de Fleece Polartec ou de pluma fina;
1 Blusa segunda pele com tecido Polartec Power Strech Pro;
1 Jaqueta anorak com tecido impermeável/respirável e com capuz.

Cabeça:​
1 Balaclava;
1 Gorro de fleece;
1 Capacete de escalada;
1 Boné estilo legionário;
2 Bandanas do tipo Ecohead, Buff ou Neck Tube;
1 Óculos de montanha com spectron 4 com proteções laterais;
1 Lanterna de cabeça com pelo menos 100 lúmens e conjunto de pilhas sobressalentes.

Mãos:
2 pares de aquecedores químicos;
1 par de luvas segunda camada de fleece;
1 par de mitons impermeáveis para o dia de cume;
1 par de luvas segunda pele de preferência com proteção ao vento.

Pés: ​
1 par de Crampons;
1 Compeed para tratamento de bolhas;
2 pares de meias de trekking com coolmax;
1 par de botas duplas para o dia do cume;
1 par de botas de trekking para os demais dias;
1 par de crocs para atravessar rios de desgelo;
1 par de meias de lã de merino grossas para dia de cume.

Pernas:
​1 Calça de fleece;
1 Calça de trekking;
1 Calça segunda pele;
1 par de polainas (opcional);
1 Calça impermeável com tecido respirável.

CAMPING/COZINHA​:
Comida liofilizada;
1 Garrafa térmica de 1L;
1 Panela, 1 colher e 1 xícara, 1 canivete;
1 Duffel Bag com pelo menos 60L e um cadeado;
2 Garrafas de policarbonato com pelo menos 1 litro cada;
1 Barraca 4 estações (pode ser dividida entre 2 pessoas);
1 Saco de dormir com certificado EN (com conforto de pelo menos -15 ºC);
2 Isolantes térmicos, 1 inflável com r-value de pelo menos 3,3 e outro de EVA aluminizado de ao menos 8 mm.

OUTROS:
20 barras de proteína;
1 piolet de travessia;
2 Bastões de caminhada;
Material de higiene pessoal;
1 Bepantol para face e lábios;
1 Câmera fotográfica (opcional);
1 Protetor solar de pelo menos 60 fps;
1 Mochila cargueira com capacidade mínima de 75 litros;
Remédios de uso contínuo (se precisar) e 1 cartela de cada (Ibuprofeno e Loperamida).

Para ter uma estimativa de custo do aluguel dos equipamentos em Mendoza clique no linkhttp://clubetrekking.com.br/dicas-e-tecnicas/aluguel-mendoza/

Informações técnicas

Altimetria: aclive total acumulado de 6169 metros e declive total acumulado de 5634 metros, portanto, trekking com muitíssima subida acumulada e descida acumulada, recomendamos o uso de um par de bastões de trekking.
Ponto de menor elevação: 2412 metros de altitude. Ponto de maior elevação: 6962 metros de altitude. Altitude média: 4008 metros.
Inclinação máxima de aclive 55,5%. Inclinação máxima de declive -48,0%.
Média de inclinação aclive/declive: 11,6% e -13,0% respectivamente.

Outras informações

Regulamento do evento:
1. Este evento é agendado sob demanda e poderá ser realizado com grupo mínimo de dois clientes. Proporção de um guia de montanha por cliente.
2. Conforme condições climáticas, rendimento do grupo e outros motivos de força maior, o percurso deste evento poderá ser alterado. Seja para a segurança de todos ou para manter o cronograma.
3. Este evento é do tipo trekking em altitude, ou seja, é uma caminhada pesada em ambiente de montanha (não é passeio). Não é uma atividade física recomendada para pessoas com qualquer grau de obesidade, problemas cardíacos, lesões nos joelhos/articulações, diabetes, osteoporose e outras doenças graves. Por se tratar de uma atividade física em ambiente natural o participante esta exposto à riscos, tais como: quedas em declives acentuados, queimaduras do sol, queimaduras pelo frio, congelamentos, hipotermia dependendo das condições climáticas e etc. Portanto, é necessário atenção e seguir à risca as informações que o guia repassar sobre a segurança no local.

Política de cancelamento e devolução:
Caso o participante desista ou cancele a participação no evento, independente do motivo, aplicam-se as seguintes tabelas de percentual de valor de multa rescisória. Estas faixas de acordo com a antecedência da desistência em relação ao dia de início do evento contando a partir da manifestação por escrito (e-mail ou whatsapp):

Antecedência: Valor da multa rescisória:
mais de 30 dias 10% do valor total
entre 29 e 21 dias 20% do valor total
entre 20 e 7 dias 50% do valor total
menos de 7 dias 100% do valor total

Observações:
Sobre o valor da multa rescisória será adicionado ou descontando, se houver:
1. adicionado tarifa do TED (se a conta corrente não for no Banco do Brasil);
2. descontada conversão de taxas do PagSeguro para devolução via transferência bancária;
3. não nos responsabilizamos por custos de remarcação/cancelamento de passagens aéreas/ônibus.
Esta política está de acordo com a deliberação normativa nº 161 de 09 de agosto de 1985 da EMBRATUR.


Deixe seu comentário: